[ ] [ b / mod / pol ] [ enter / N64 / mu / 2d ] [ sala / $ / build / art ] [ pr0n ] [ tudo ] [ / / ]

/enter/ - Tecnologia

Email
Subject
Comment
File
Embed
Password (For file deletion.)

Allowed file types:jpg, jpeg, gif, png, bmp, webm, mp4
Max filesize is 10 MB.
Max image dimensions are 10000 x 40000.
You may upload 3 per post.


  [Go to bottom]   [Catalog]   [Return]   [Archive]

File: 1592500867355.jpg (107.1 KB, 976x656, 61:41, 96358876_10103465881248477….jpg) ImgOps Google Yandex

 No.11

Existe algum schedule de estudo para TI para quem estuda sozinho? Já vi aquele challenge de 30 dias de programação que achei muito interessante, gostaria de saber se existe algo a respeito de sistemas operacionais e redes. Alguma bateria de testes para realizar e explorar mais os atributos de cada tecnologia e aplicação. Enfim, algum self-study guide que os anões recomendam.

Pica chamativa.

 No.14

>se existe algo a respeito de sistemas operacionais
Instale o Slackware linux sem um ambiente desktop (use um window manager apenas) e use, por no mínimo um mês. Te garanto que vai entender no mínimo 50% de como funciona um ambiente linux na teoria e na prática.

 No.15

>>14
Observação: em um HD real (ou seja, não em máquina virtual) e sem usar gerenciador de pacotes alternativo.

 No.21

>>14
>slackware linux
Não faz sentido utilizá-lo. Instale o Gentoo da maneira mais simples (no sentido KISS/simplicidade no funcionamento) e mínimo que conseguir, a curva de aprendizado será muito maior do que o Slackware.

 No.24

Tenho me sentido tão desanimado, anões. Estou sem programar já há alguns meses porque venho focando nos fundamentos, meu raciocínio é que tinha que parar toda hora para tratar desses assuntos, interrompendo o flow da prática, e decidi focar nisso de uma vez para ter o mínimo de fundamentos garantidos e depois poder focar em programar, fazer uma montanha de exercícios, etc. Com isso dito, o maior motivo da minha desanimação é que parece haver TANTOS assuntos para estudar, a sensação é de que sempre vou estar correndo atrás do prejuízo de não ter começado lá pelos 12 anos de idade.
Inicialmente me dei conta de que precisaria entender mais de arquitetura, em seguida percebi que precisaria estudar tanto o hardware quanto assembler para entender de verdade o que está acontecendo por baixo dos panos. Em cima disso, ficou cada vez mais evidente a necessidade de estudar matemática mais aprofundadamente, o que ficou óbvio depois de ver o tratamento de complexidade do CLRS, além disso meus interesses individuais significam que terei que estudar mais matemática do que exigido em cursos de graduação por aqui, mais do que o CLRS já pede. Esse processo de perceber cada vez mais pré-requisitos se repetiu várias vezes, até que cheguei num ponto em que estou beirando o desespero. Sei que há gente que trabalha sem conhecimento em metade desses assuntos, mas eu sei que isso é necessário para ter a profundidade que eu desejo, e não terei paz de espírito sem caminhar nessa direção, mas ao mesmo tempo me sinto um inútil que nunca alcançará metade dos meus objetivos.

 No.25

>>24
Eu passei por essa mesma crise no início de graduação. Pensei em ficar um tempão só estudando matemática, depois passar pro CLRS, começar arquitetura e já ir pra SO… Uma bagunça muito grande. A sensação que eu tinha era que eu nunca iria compreender corretamente algo sem as bases necessárias.

Você tem que dar um passo de cada vez. Primeiro de tudo, qual o seu objetivo? Ter um conhecimento generalista bom na área de computação é algo que você só adquire depois de muito tempo e estudo na área. Não sei se te entendi corretamente, mas parece que você está querendo conhecer cada a coisa a fundo; e te garanto que ninguém sai de um curso de CC sabendo tudo sobre redes, tudo sobre arquitetura, tudo sobre algoritmos e etc. No início você só precisa de noções básicas de cada coisa e achar uma área pra seguir. E partindo dessa área você pode ir para outras.

 No.26

>>21
Com o Gentoo você aprende bastante também. Mas o Gentoo facilita na instalação de pacotes. Slackware não resolve dependência.
>Não faz sentido utilizá-lo
Eu uso como sistema principal e recomendo. Não tenho o que reclamar dele.

 No.27

>>24
Vale a pena fazer ciência da computação (pelo conhecimento, não pelo diploma)? Não é perda de tempo se você for autodidata? Fui fazer técnico em informática achando que ia aprender tanta coisa… No final não aprendi nada.

 No.28

>>26
>Mas o Gentoo facilita na instalação de pacotes. Slackware não resolve dependência.
O slackpkg é literalmente uma lista de .sh para instalar os pacotes. No Gentoo você tem a configuração das flags (cflags, ldflags, useflags, etc) o que aumenta seu controle (e aprendizado) sobre o sistema. Não tem como configurar flags per package (diferentes para cada pacote) no Slackware

 No.29

>>28
O slackpkg só trabalha com o repositório oficial, onde você não encontra quase nenhum software. Ele funciona mais para fazer update do sistema. Para instalar basicamente qualquer coisa que não está no repositório oficial (não tem quase nada lá) você precisa fazer a compilação na mão e empacotar com o pkgtool. Você vai entender sobre a estrutura de um pacote e essas flags que você mencionou é tudo feito manualmente e individualmente por pacote.

 No.42

>>25
Não sou o quotado, mas obrigado, anão.
Estou con o mesmo problema e isso deu uma clareada na mente.

 No.45

Estou no mesmo barco que vocês. Meu conhecimento é sem forma e composto de muitas coisas soltas e "inúteis" que eu fui aprendendo quando tinha interesse em algo específico, o problema é que meus fundamentos são fracos.
Algumas das peculiaridades que eu acabei aprendendo ao longo do tempo: syscalls e comunicação do kernel com o usuário, teoria de redes e programação com a api de sockets, um pouco de assembly de processadores antigos, funcionamento de bibliotecas dinâmicas, entendimento de UTF-8 e como usá-lo na API do Windows, pequenas brincadeiras com o TempleOS, entendimento de alguns formatos de arquivos de jogos antigos inúteis.
Fora o feijão com arroz que todo mundo com um pouco de interesse aprende por osmose.

O triste é que eu sei muito mais coisa que a maioria das pessoas empregadas e mesmo assim sinto uma insegurança do caramba.

Eu descobri algumas páginas que propõem o aprendizado de ciência da computação de maneira autodidata, passando por vários campos da área.
Decidi começar pelos fundamentos da programação e estou lendo um livro chamado "How to Design a Program", é uma versão mais simplificada do SICP.
Todas as linguagens são a mesma coisa e você aprender os fundamentos e habilidades transferíveis é mais importante do que aprender o framework da moda.

>https://teachyourselfcs.com/


Nessa thread do Lain tem outras páginas e materiais com propostas semelhantes.
>https://www.lainchan.org/lambda/res/14148.html

 No.46

>>45
Seu relato me faz pensar que o termo "pedreiro digital" é mesmo apropriado. Veja, para fazer o trabalho é necessário apenas mexer nas ferramentas, não somos uma civilização que busca o avanço a todo instante.



[Go to top] [Catalog] [Return][Post a Reply]
Delete Post [ ]
[ ] [ b / mod / pol ] [ enter / N64 / mu / 2d ] [ sala / $ / build / art ] [ pr0n ] [ tudo ] [ / / ]